"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Tradição

Festa da História regressa à época de Fernão Mendes "O Velho"

Vem aí a edição de 2019 da Festa da História em Bragança. Depois de em 2018, o evento ter recebido o maior número de visitantes a expetativa para este ano não podia ser maior.

14 Ago a17 Ago

Bragança


A Festa da História decorrerá de 14 a 17 de agosto, tendo como cenário o incomparável castelo de Bragança e com Fernão Mendes “O Velho” como personagem principal.

Alguns números da Festa da História:

  • 11 áreas temáticas
  • 15 companhias de recriação
  • Mais de 100 profissionais envolvidos
  • Cerca de 120 voluntários de Bragança
  • Mais de 50 Mercadores
  • 3 espetáculos em estreia absoluta 

Música, teatro, dança, espetáculos para crianças, demonstrações de falcoaria e oficinas pedagógicas são algumas das atividades permanentes e gratuitas da “Festa da História”.

Programação:

Cortejo de Infantes
Depois de um conjunto de oficinas plásticas, onde os infantes de Bragança construíram os seus próprios adereços de inspiração medieval, juntam-se os miúdos para visitar a Festa da História. Um momento diferente para recordar que desde sempre, eles são o melhor do mundo. 

Horário: 14 de agosto, 18h00, Castelo de Bragança 

Cortejo de Abertura
Nobres e povo, mercadores e compradores juntam-se nas ruas do centro do burgo para visitar a recém-instalada feira, dentro das muralhas do castelo. Um momento de partilha e convívio onde toda a população é convidada a participar ou assistir.

Horário: 14 de agosto, 21h30, Cento Histórico até ao Castelo

O Juízo de D. Fernão
Bragança viveu ao longo da sua História, momentos de disputa e de confronto entre vizinhos, numa época em que a terra e os frutos que dela brotavam tinham uma importância crucial para a sobrevivência das populações ou para a afirmação do poder dos senhores.

A história que agora se revela é a que dá conta dos conflitos entre dois senhores em torno de questões de furto de propriedade e de águas originando discussões acesas e luta armada. D. Fernão tem a última palavra e servirá de mediador no conflito resolvendo a discórdia com a realização de uma liça da qual sairá um vencedor.

Horário: 15 e 16 de agosto, 22h, Liça e Muralhas do Castelo

 O Grande Torneio
Era em tempos de calmaria, onde a guerra não afetava estas terras, que se escolhiam e preparavam os mais valentes guerreiros! Alguns dos senhores mais abastados e poderosos gabam-se de possuírem sob seu comando os mais habilidosos cavaleiros e os mais corajosos guerreiros. É na liça, sob o olhar de Deus que várias provas serão propostas numa competição onde “apenas” a honra e o prestígio estão em disputa. 

Horário: 14, 15, 16 e 17 de agosto, 19h, Liça 

Festa de Encerramento
Alguns mercadores já começam a arrumar os seus alforges enquanto outros já lavam as alfaias. Foi uma boa feira, e a alegria sente-se no rosto de todos. Da esquina chega o som de um ou dois músicos que ateimam em continuar a festa e rapidamente se juntam outros artistas para o derradeiro folguedo. Danças, pulos, músicas e muita diversão fazem a história desta festa.

 Horário: Dia 17 agosto, 22h, Liça e Muralhas do Castelo

Atividades para o público (inscrição prévia)
São muitas as atividades lúdicas e pedagógicas que poderão ser realizadas na Festa da História, nomeadamente:

  • A Cota de malha

O visitante poderá ter o primeiro contacto com as técnicas e utensílios utilizados na construção da cota de malha. A arte de moldar metal em vestuário é sem dúvida fascinante.

  • Visita ao Atrium Officialis (Átrio dos Ofícios)

O visitante será guiado por esta área onde poderá experimentar todos ou apenas os ofícios que mais curiosidade lhe desperte. Para além da transmissão do conhecimento e a experimentação pretende-se que esta atividade se transforme num momento de convívio.

  • Scriptorium

Atividade para o público infantil/familiar onde vão aprender como se pintavam os livros e se faziam as tintas. Poderão fazer pincéis e experimentar colorir os mais bonitos desenhos de agora com as formas do antigamente.

  • Jogos Tradicionais Medievais

Atividade para o público onde miúdos e graúdos poderão demonstrar a sua destreza física tentando alcançar um brinde no topo de um pau acebado, lançando o cepo ou numa corrida de cântaros.

  • Cozinha Medieval

Atividade para o público infantil/familiar onde vão aprender como se coloriam os tecidos e se criavam as cores através do reaproveitamento de frutas, legumes e alguns temperos.

  • Oficina de Tecelagem e de Tinturaria de Lãs

Atividade para o público infantil/familiar onde podem colorir lãs com tintas naturais, montar a trama do tear e tecer uma bonita recordação. Os mais ágeis nas lides das linhas poderão ainda experimentar a criação de cordel.

  • Na Pele de um Guerreiro

Os visitantes poderão frequentar uma aula de iniciação à esgrima medieval, onde serão abordados os princípios básicos desta arte. Para além das técnicas os mais corajosos poderão, também, experimentar alguns dos equipamentos mais usuais e de difícil manuseamento.

  • Oficina de velas
  • A Arte de Caçar com Aves

As aves de rapina foram sempre fiéis companheiras da Nobreza nas suas caçadas, sendo criadas e treinadas para o efeito. Na área temática “Liça e Artes de Caça” o visitante poderá ter contacto com este tipo de aves, bem como aprender algumas curiosidades sobre os espécimes e ainda algumas técnicas de falcoaria.

  • O cepo, o sebo e a cântara 

A Festa da História realiza-se de 14 a 17 de agosto com os seguintes horários: dia 14 das 18h00 às 24h00; dia 15 das 12h00 às 24h00; dia 16 das 12h00 às 24h00 e dia 17 das 12h00 às 24h00. 

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
43,001,299