"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Teatro

Ensaio solidário de Casal da Treta reverte a favor da Mansarda

Receitas do espetáculo protagonizado por Ana Bola e José Pedro Gomes serão dirigidas, na totalidade, à associação.

23 Abr   |  21h30

Teatro Villaret
Av. Fontes Pereira de Melo, 30 A, 1050-122 Lisboa


Para ajudar os profissionais que estão ou estiveram, durante uma parte significativa da sua vida profissional, ligados ao mundo das artes, especialmente performativas, a Mansarda – Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) sem fins lucrativos – vai contar com um ensaio solidário de Casal da Treta, espetáculo que junta Ana Bola e José Pedro Gomes. A sessão decorre no dia 23 de abril, pelas 21h30, no Teatro Villaret, em Lisboa, sendo que as receitas revertem, na sua totalidade, a favor da associação. Excecionalmente, o preço do bilhete para esta iniciativa solidária é de 10 euros, por pessoa.

O aguardado regresso da Treta é um encontro entre dois gigantes do palco e da comédia. Se até agora era um “clube de cavalheiros” bem-falantes, Casal da Treta marca a estreia de Détinha (Ana Bola), a mítica mulher de Zezé (José Pedro Gomes). Do poliamor ao fitness, da "prótese" da próstata ao “forno” uterino, este casal não tem tabus. Mas Zezé e Détinha têm alguns segredos um do outro. Casal da Treta é uma produção da Força de Produção e conta com texto de Filipe Homem Fonseca, Mário Botequilha e Rui Cardoso Martins e encenação de Sónia Aragão.

Campanha “Eu não sou um robot”

A Mansarda tem ainda a decorrer na sua página do Facebook – a campanha “Eu não sou um robot”, que conta com o apoio de 18 artistas e apela à doação de 0,5% do IRS à instituição. Para contribuir, basta preencher o quadro 11 da declaração com o NIF: 513258299. A campanha – com conceito criativo desenvolvido pela FCB Lisboa, produção da Garage, fotos de Augusto Brázio, música dos Dead Combo e pós-produção áudio de O Menino Grava – prevê ainda a utilização de uma aplicação – https://mansarda.wizzic.net/ –, para que todos os interessados possam também divulgar a causa através de um post personalizado que tem como mote “Eu não sou um robot”.

Idealizada para “quando a vida nos troca as voltas”, a Mansarda vai apostar na implementação e materialização do projecto com a construção de uma residência para artistas, em Lisboa, num terreno a disponibilizar pela Câmara Municipal de Lisboa. A Mansarda pretende prestar um serviço à comunidade artística que vai para além do acolhimento: um projecto activo, capaz de mobilizar diferentes expressões artísticas, potenciando o encontro e a interacção entre gerações.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
42,236,602