"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Literatura

Diário Não Diário, de Cruzeiro Seixas

Com apresentação a cargo de Maria João Fernandes, da Associação Internacional de Críticos de Arte, e António Cândido Franco, da Universidade de Évora, esta edição do Centro Português de Serigrafia, que assinala os 98 anos de Cruzeiro Seixas, inclui uma escolha de textos inéditos dos seus diários, fotografias do artista e dos seus amigos, numerosas cartas e documentos igualmente inéditos e reproduções de muitas das suas obras.

15 Abr   |  18h00

Biblioteca Nacional de Portugal
Campo Grande, 83, 1749-081 Lisboa
Preço
Entrada livre

Decano da arte portuguesa, e um dos grandes nomes do Surrealismo português e europeu, Cruzeiro Seixas foi homenageado aos 97 anos por Marcelo Rebelo de Sousa e pelo Centro Português de Serigrafia. Foi um dos precursores do movimento Surrealista Português ao lado de ilustres artistas como Mário Cesariny, Carlos Calvet ou António Maria Lisboa e é hoje considerado um dos seus máximos expoentes.

É autor de um vasto trabalho no campo do desenho e pintura, mas também na poesia e escultura. Está representado em importantes coleções no Museu do Chiado, Fundação Calouste Gulbenkian, Biblioteca Nacional de Portugal, Biblioteca de Tomar, Fundação Cupertino de Miranda, Museu Machado de Castro, Museu de Castelo Branco e Fundação António Prates.
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
39,969,392