"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Festivais, Festas e Feiras

Gato Preto e Omiri confirmados no 16º Festival MED

O Festival MED anuncia mais dois nomes que irão juntar-se aos já confirmados artistas que farão parte do cartaz da sua 16ª edição. Gato Preto (Gana/Moçambique/Portugal) e Omiri (Portugal) têm também presença garantida naquele que é um dos principais festivais de World Music no circuito europeu.

Omiri

27 Jun a30 Jun

Loulé


Depois de um concerto cancelado devido à chuva na edição de 2018, os Gato Preto regressam na máxima força ao MED para dar tudo em palco, com toda a energia a que já habituaram o público.

Formados pela rapper, performer e letrista Gata Misteriosa – ela que cresceu nos arredores de Lisboa e tem ascendência moçambicana – e pelo produtor (beats e sintetizadores) ganês, há muito residente na Alemanha, Lee Bass – ele que também orgulhosamente congrega para a sua música a profunda tradição do highlife do Gana -, os Gato Preto nasceram em Dusseldorf, na Alemanha, em 2012 e começaram de imediato a marcar um território musical que é só deles.

Na sua música encontramos kuduro, baile funk e kwaito mas igualmente… punk e metal, rap e trap, afrobeat e afrohouse, para além de o duo fazer questão de homenagear explicitamente duas lendas maiores a quem a música atual tanto deve e que tantas vezes são esquecidas: George Clinton (o mentor dos Funkadelic e dos Parliament) e Lee “Scratch” Perry, o principal inventor do dub jamaicano.

E, depois de vários singles e EPs como “Tschukudu”, “Dinheiro Negro”, “Soundgals”, “Pirao”, “Barulho”, “Soundgals”, “Dia-D”, “Take a Stand” ou “Feitiço”, e de um álbum completo, “Tempo”, editado em 2017, é agora a altura certa para ficarmos a conhecer a música futurista e pan-africana dos Gato Preto.

Artista convidado na apresentação do 15º Festival MED, em maio de 2018, no Cine-Teatro Louletano, Omiri é agora um dos integrantes do alinhamento musical do evento este ano.

Trata-se de um dos mais originais projetos de reinvenção da música tradicional portuguesa. E para reinventar a tradição, nada melhor que trazer para o próprio espetáculo os verdadeiros intervenientes da nossa cultura; músicos e sons de todo o país a tocar e a cantar como se fizessem parte de um mesmo universo. Não em carne e osso mas em som e imagem, com recolhas transformadas e manipuladas em tempo real, servindo de base para a composição e improvisação musical de Vasco Ribeiro Casais.

Também se propõe um baile onde todos os temas tocados são dançáveis, segundo o ritmo e o balanço das danças tradicionais e não só (repasseados, drum’n’bass, malhões, viras, break beat, corridinhos...).

Omiri é, acima de tudo, remix, a cultura do século XXI, ao misturar num só espetáculo práticas musicais já esquecidas, tornando-as permeáveis e acessíveis à cultura dos nossos dias, isto é, sincronizando formas e músicas da nossa tradição rural com a linguagem da cultura urbana. Em Omiri a música e cultura portuguesa é rica e gosta de si própria.

Estes nomes juntam-se aos já confirmados Marcelo D2 (Brasil), Mellow Mood (Itália), Marinah (Espanha), o projeto multicultural e transnacional The Turbans (Bulgária/Israel/Irão/Grécia/Turquia/Reino Unido), Kel Assouf (Níger/Bélgica), Selma Uamusse (Moçambique/Portugal), Orkesta Mendoza (Estados Unidos/México), Anthony Joseph (Trindade e Tobago), Moonlight Benjamin (Haiti/França), Dino D’Santiago (Portugal/Cabo Verde) Tshegue (Congo/França) ou aos portugueses Gisela João, Dead Combo, Diabo na Cruz, Cais do Sodré Funk Connection, Camané e Mário Laginha.

Recorde-se que o Festival MED decorrerá de 27 a 30 de junho (este último, o “Dia Aberto”), na Zona Histórica de Loulé, este ano ostentando o galardão de “Melhor Contributo para a Sustentabilidade” na Península Ibérica, distinção alcançada nos Iberian Festival Awards.

Os bilhetes já estão em pré-venda na BOL, parceiro do Festival MED, através do >> link 
Todas as informações sobre o Festival MED disponíveis AQUI

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
39,969,484