"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Música

Dia de São Valentim celebra-se no Clube Ferroviário com Joana Espadinha

Joana Espadinha vai levar o seu disco “O Material Tem sempre Razão” ao palco do Clube Ferroviário para um concerto que marca o reencontro da cantautora com o público lisboeta a 14 de fevereiro, não por acaso, Dia de São Valentim.

14 Fev

Clube Ferroviário
Rua de Santa Apolónia 59, 1100-468 Lisboa
Lisboa
Portugal


No ano transato fez um convite aos nossos corpos e corações com a canção “Leva-me a dançar”. E levou-nos de imediato - a abanar a anca mas também a ativar a circulação das emoções ao som da sua voz forte e cristalina, emancipada e sedutora.

De declaração romântica, esta canção passou a um dos mais profundos marcos da música nacional de 2018. Foi a primeira canção da lista de melhores canções pela VICE, a mais votada pelo público do top Antena 3 A3.30, integrou as dez melhores canções listadas pela ANTENA 3 e foi a primeira canção lançada de um disco considerado um dos melhores trabalhos do ano pela BLITZ, ALTAMONT, EXPRESSO ou OBSERVADOR, entre outros.

«Quando escrevemos uma canção, é muito difícil imaginar o caminho que vai fazer. Quando estou na fase de composição acabo por ver a canção como um fim em si mesmo, e por isso é sempre surpreendente quando do outro lado surge uma resposta, sempre pessoal e única, por parte de quem ouve. Foi o que aconteceu com o Leva-me a dançar, ao ser acarinhada pelo público de uma forma tão entusiasta.»

Depois de nos levar a dançar, Espadinha lançou “Pensa Bem”, que fez esbater qualquer dúvida de que tínhamos no seu “O Material tem sempre razão”, o disco publicado em setembro passado e que se constituiu na máxima revelação atual da pop portuguesa.

«À medida que o resto das canções foi ganhando forma tornou-se para mim claro que este seria um disco para me orgulhar. Um disco que sinto que me representa, que fez crescer enquanto autora e intérprete, e que me deu um gozo danado gravar. É o culminar de um processo de vários anos em busca de uma canção Pop, agridoce como gosto, que nos faça sorrir, dançar, mas também questionar o mundo e os moldes que nos foram impostos. Que tenha o seu quê de estranheza como as coisas bonitas que admiro.»

Os que assistirem a este concerto e/ou aos que Joana anuncia neste início de ano, terão o repertório de “O Material tem sempre razão” a proporcionar-lhes as várias perspetivas e histórias de amor e de vida, narrativas típicas do “coming of age” constituídas por canções intemporais em que a cada refrão nos reconhecemos ou, como fomos lendo nos múltiplos artigos escritos a propósito deste disco: ““O Material Tem Sempre Razão” é um mergulho no património da música portuguesa e no legado de vozes como as de Lena d’Água ou Gabriela Schaff, inspirando-se em artistas como Air, Stereolab, Aimee Man, Feist ou ainda nas bandas sonoras francesas e na eletrónica sensual dos anos 60.”

A produção das destas canções esteve a cargo de Luís Nunes, aka Benjamim, que se junta a Joana no palco do Ferroviário numa participação especial neste dia de São Valentim.

«Agora é tempo de voltar a estrada, e mal posso esperar! Vamos percorrer o país de Norte a Sul, e já no próximo mês de fevereiro regressamos a Lisboa, ao Clube Ferroviário, numa data especial. Espero ver-vos por lá!»

Os bilhetes para o dia 14 de fevereiro já se encontram disponíveis aqui 



Agenda
Ver mais eventos
Visitas
39,970,294