"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

Este não é um romance do tempo em que os animais falavam

Esta Alma Dura, o novo romance de Francisco Penim, é uma obra insólita e pungente. Há nela um crocodilo e poderia pensar-se que essa personagem era uma pura excentricidade de romancista.


Dir-se-ia, até, uma excentricidade fácil. Mas à medida que se desenvolve a trama da vida das outras, humaníssimas, personagens, uma onda de afecto inocente, genuíno, invade as páginas de Esta Alma Dura e o que deveria ser só animal, quase zoológico, ganha sensibilidade, num jogo de dar e receber em que o humano e animal se fundem, sem diferenças. Fundem-se numafraternidade de carnalidade exposta, em que a fragilidade, a vulnerabilidade e a carência amorosa se convertem num espelho a que todos nos queremos ver.

Uma narrativa emotiva, na qual um crocodilo mudará para sempre a vida de duas famílias. Este é o segundo romance de Francisco Penim. Editado pela Guerra e Paz editores, o livro vai estar nas livrarias portuguesas, no próximo dia 5 de novembro.

Algures no Barreiro da década de 1970, um homem vive um casamento marcado pela rotina e pela indiferença. Vive sem razões, debruçado sobre a sua monotonia, carregando o seu trabalho com a regularidade de uma camioneta de cargas e descargas. Ao mesmo tempo, no Alentejo, Rosa e Carlos afogaram em desilusão e vinho os sonhos da paixão amorosa dos corpos que tinham quando eram jovens. Como aparece e o que faz um crocodilo no meio deste deserto de emoções?

Esta Alma Dura não é, garantimos, um romance do tempo em que os animais falavam. O Barreiro e o Alentejo dos anos 70 desaguam no nosso presente, no presente de cada leitor, na sua ânsia de amor, na ânsia de buscarmos um sentido para a vida. Num romance de maturidade de Francisco Penim.

Poderá adquirir o livro através da loja online da editora.

Sinopse
Anos 70. Rosa roda a aliança, sentindo na pele as indentações das letras gravadas do nome do marido, Carlos, que vai buscar à taberna todos os dias. Carrega-o, bêbado, para casa, prostrado num carrinho de mão, que empurra pela beira da estrada. Quando se fartar, há-de deixá-lo ali sozinho no Alentejo. Não quando deixar de o amar. Noémia não dá ponto sem nó nas costuras que faz com as amigas da paróquia. O marido, Armando, proporciona-lhe o sustento de que precisa e tem agrado em viver de aparências. A distância entre os dois aumenta com o tempo, isolando-os em mundos diferentes. Ela só se fartará desta monotonia quando perceber que tem capacidade de amar. A chegada muito improvável de um crocodilo vai mudar para sempre o amor que todos têm.

Biografia do autor


Francisco Penim, 53 anos, jornalista e executivo de média, estudou em Lisboa, Boston e Columbia. Começou na rádio em 1986. Na televisão, desde 1994, produziu e realizou inúmeros conteúdos de informação e entretenimento para CMTV, SIC, TVI, RTP e outros canais. É casado e tem dois filhos. Esta Alma Dura é o seu segundo romance.

Ficção / Romance
328 páginas · 15x23 · 16,50 €
Guerra e Paz Editores

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
44,941,417