"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Roteiros

Rota das Aldeias Históricas de Portugal eleita uma das melhores da Europa

É a maior rota da Europa a conquistar o selo Leading Quality Trails - Best of Europe, atribuído pela Associação Europeia de Caminhantes.

Monsanto é uma das Aldeias Históricas de Portugal_Adriana Miranda


Com mais de 600 km de extensão, num percurso circular que liga as 12 Aldeias Históricas de Portugal por “alguns dos mais belos parques naturais e reservas” do país, a GR22 acaba de conquistar o selo Leading Quality Trails - Best of Europe, tornando-se a “maior rota europeia” a receber esta certificação.

O selo, atribuído pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhantes), uma entidade que reúne mais de 60 organizações de caminhadas de 34 países europeus, tem como objetivo “destacar os melhores destinos de caminhadas da Europa, através de critérios como a sustentabilidade, o nível de experiência dado ao utilizador, a qualidade do traçado e a sua riqueza natural e cultural”, refere o site da organização.

A Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal foi (re)inaugurada em 2015, depois de trabalhos de renovação e remarcação de um trilho com mais de 15 anos. No entanto, há dois anos, “foi realizado um diagnóstico na rota das aldeias” e verificado que “ainda haviam algumas melhorias necessárias para poder integrar esta lista de certificação”, adiantou à Fugas Dalila Dias, coordenadora executiva das Aldeias Históricas de Portugal.

As melhorias realizadas centraram-se, sobretudo, na ótica do utilizador: “restaurantes, alojamentos, [e] a sinalética, que agora incorpora informação em braille e Qrcode, que reportam para o website das Aldeias Históricas de Portugal, disponível em cinco idiomas diferentes (português, espanhol, francês, inglês e alemão)”. Além disso, também foi criada uma área de descanso a cada 20 quilómetros, enumera a responsável.

Para a concretização destas melhorias, “é de salientar que foi fundamental o trabalho conjunto, que contou com o apoio de 20 câmaras municipais e algumas juntas de freguesia, o apoio do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos”, realçou Dalila Dias.

A certificação como Leading Quality Trails - Best of Europe chegou agora, entregue durante uma cerimónia da European Ramblers Association, realizada na passada quinta-feira em Châtenois, França. A GR22 integra agora um leque de 17 rotas europeias, do qual já fazia parte a Rota Vicentina.

Esta certificação, para além de “dar ao utilizador a certeza de que tem algo de qualidade no seu país, é também uma excelente oportunidade para a internacionalização”, já que a associação é da Alemanha e isso pode fazer com que venham pessoas estrangeiras para Portugal, adiantou a responsável.

A GR22 liga as 12 Aldeias Históricas de Portugal (Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso) em mais de 600 quilómetros, integrando “alguns dos melhores parques naturais e reservas de Portugal, como o Parque Arqueológico do Vale do Côa ou o Parque Natural da Serra da Estrela, classificados como Património Mundial da UNESCO”, resume o site do projeto de desenvolvimento turístico português


por Maria Valente in Público | 28 de outubro de 2019
Notícia no âmbito da parceria Centro Nacional de Cultura | Jornal Público

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
44,941,311