"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Uma Peça | Um Museu

Ganesh - Escultura de Templo

Ganesh é uma divindade do panteão hindu venerada por remover obstáculos, à semelhança de um elefante selvagem. A sua popularidade atravessou fronteiras e chegou até povos não hinduístas, onde se encontram devotos. Uma peça do Museu do Oriente.


Ganesh

Escultura de Templo
Índia, Tamil Nadu, séc.XX
Terracota
Alt.: 41,4 x Larg.: 27 x Prof.: 17 cm
Museu do Oriente, 10IN81
© Fundação Oriente

Existem diferentes versões sobre a sua origem.

Segundo um mito, a deusa Parvati, sua mãe, teria esculpido uma estátua com cabeça de elefante, por brincadeira, a partir de escamas da sua pele e a seguir tê-la-ia deitado ao rio Ganges onde esta tomou vida. E teria sido Ganga, a deusa do rio, a educá-lo. Esta é a justificação de quem o chama por “o que tem duas mães”.


De acordo com outra versão, Parvati tê-lo-ia criado para que guardasse a sua residência enquanto se banhava na ausência do esposo, o deus Shiva. Um dia, Shiva tê-lo-ia decapitado num ataque de fúria, após Ganesh, não o reconhecendo, ter-lhe negado a entrada. Perante a ira e o desespero de Parvati, Shiva terá ressuscitado Ganesh, colando-lhe a cabeça do primeiro animal que encontrou.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
43,001,534