"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Uma Peça | Um Museu

Máscara de Performance Namahage

Esta prática cultural ocorre na véspera do ano novo, em Tohoku. A função inicial foi a de ritual de limpeza das almas, das gentes das comunidades, no sentido de trazer um ano mais próspero. 
Uma peça do Museu do Oriente.


Namahage
Máscara
Japão, 1984
Madeira e fibras vegetais
Alt.. 62 x LArg.: 39,5 x Prof.: 14,3
©Fundação Oriente/João Silveira Ramos

Máscara da performance Namahage. Representa um Namahage ou espírito terrífico. Esta prática cultural ocorre na véspera do ano novo, em Tohoku. Os jovens locais mascaram-se de demónios e irrompem nas casas das vilas com o intuito de amedrontar crianças preguiçosas, incentivando-as ao bom comportamento. Ameaçam arrancar os calos das mãos e dos joelhos, ganhos de tanto se aquecerem imóveis juntos do lume. De seguida proferem dizeres propiciatórios, junto de cada altar doméstico do deus do ano, recebem bebidas e bolos de arroz e, no fim, retiram-se soltando gritos alucinantes. A função inicial desta performance foi a de ritual de limpeza das almas, das gentes das comunidades, no sentido de trazer um ano mais próspero.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
39,373,103