"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Teatro

Lulu

13 Jun   |  21h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

14 Jun   |  21h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

15 Jun   |  21h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

16 Jun   |  19h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

17 Jun   |  16h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

27 Jun   |  19h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

28 Jun   |  21h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

29 Jun   |  21h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

30 Jun   |  19h00

Teatro Carlos Alberto
Rua das Oliveiras, 43, Porto
Porto
Portugal

“Aqui estou eu!”, diz-nos ela logo de início, e a partir deste ponto de exclamação, que sinaliza uma urgência, podemos começar a contar uma história de duas obsessões. A do dramaturgo Frank Wedekind, que começou por compor esta “monstruosa” tragédia em 1892 e nela trabalhou anos a fio, num tumulto de versões e reescritas. E a do encenador Nuno M Cardoso, que se confronta finalmente com ela depois de atravessar – na companhia de Nuno Carinhas, cumplicidade criativa que é aqui reativada – Os Últimos Dias da Humanidade, de Karl Kraus, autor contemporâneo de Wedekind e patrono de Lulu, peça que ele definiu como “uma sucessão de elementos clownescos e trágicos”. Chega-nos, aqui e agora, numa versão que recupera cinco dos sete atos de Espírito da Terra e de A Caixa de Pandora (textos que ficaram conhecidos como as “tragédias de Lulu”), seguindo de perto o itinerário sacrificial da personagem pelas cidades de Berlim, Paris e Londres. Lulu coloca um monstro fabuloso – o desejo – à solta num mundo social que combina uma espécie de libertinagem cínica com uma fachada puritana. Ao articular uma “realidade” crua e documental com uma ambiência de sonho e fantasia, Lulu aproxima-se de um conto de fadas para adultos. Nuno M Cardoso encena estas magníficas contradições tendo como “guias espirituais” a ferocidade de Edward Bond – “É uma peça sobre sexo, dinheiro e violência. Lulu é a história profética do capitalismo”, escreveu o dramaturgo num ensaio – e a poesia elegíaca mas esperançosa de Paul Celan, o poeta de “a morte é uma flor que só abre uma vez”…

a partir de/based upon Espírito da Terra/Earth-Spirit (1903) e/and A Caixa de Pandora/Pandora’s Box (1904)
de/by Frank Wedekind
tradução/translated by Aires Graça
encenação/directed by Nuno M Cardoso
cenografia e figurinos/set design and costumes Nuno Carinhas
dramaturgia/dramaturgy Nuno M Cardoso, João Luís Pereira
desenho de luz/lighting design Rui Monteiro
desenho de som/sound design João Oliveira
vídeo/video Jorge Quintela
interpretação/cast Afonso Santos, António Afonso Parra, Catarina Gomes, Daniela Cruz, João Cardoso, Mafalda Lencastre, Nuno Cardoso, Nuno M Cardoso, Sara Garcia, Vera Kolodzig
produção/produced by TNSJ

dur. aprox./playing time 2:20
M/16 anos/Ages 16 and up

English subtitles

Língua Gestual Portuguesa + Audiodescrição/Portuguese Sign Language + Audio Description
17 jun dom/sun 16:00

preço dos bilhetes/ticket prices € 10,00
Agenda
Ver mais eventos
Visitas
34,697,331