"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Teatro

"A Rainha" a partir d’A Varanda de Jean Genet

“A Casa das Ilusões”, o sitio onde tudo é criado e recriado. Onde para lá dos papéis que cada um representa, o Sistema, como ser vivo, obedece ao instinto primário da auto-preservação.

18 Fev a25 Fev

Latoaria do Monte
Escadas do Monte, nº 9 1170-252 Lisboa


No bordel é dado aos cliente uma visão magnífica de um outro mundo, ao espectador é dada a mais cruel das reflexões, o mais sórdido dos espetáculos.
Vivemos nesta casa de ilusões onde a linha que define a realidade da ficção é muito ténue. O bispo, o general, o Juiz, a Rainha, O chefe da policia, o Revolucionário, a mártir, o escravo.
O que define o “mundo real” não é mais que um conjunto de “props”, adereços, guarda roupa. Onde vão sendo substituídos, apenas, os atores. 
Algo muda alguma vez? Mudou?
Os clientes habitam temporariamente aquelas existências, aqueles papéis na sociedade.
Se não eles, outros tomarão o seu lugar. Como quebrar este ciclo, este loop.
Não viveremos nós todos num grande bordel, onde tudo é passível de ser criado e encenado. O que resta é o amor, as pessoas, o pensamento critico, as canções por vir?...
Lá fora rebenta uma revolução e no palácio a Rainha Borda... E não borda.

Encenação e dramaturgia: Ana Ribeiro e António Duarte
Música e Sonoplastia: António Duarte
Interpretação: Ana Ribeiro, Paula Só, Paulo Duarte Ribeiro, Pedro Cardoso, Susana Vidal.
Uma produção Divas Iludidas

Quinta-feira a Sábado às 21h30 / Domingo às 19h00
Bilhetes: €7,50 a €10,00
Reservas: missanaribeiro@gmail.com

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
34,696,088