"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Multidisciplinar

O Apocalipse, segundo Fernando Pessoa e Ofélia Queirós

É um espetáculo inovador onde a literatura e a poesia se cruzam com a música, o teatro, a dança e a multimédia numa unidade artística fantástica que nos traz uma perspetiva de Fernando Pessoa ímpar numa transversalidade que cruza Oriente e Ocidente.

12 Out a14 Out

Teatro do Bairro
R. Luz Soriano 63, 1200 Lisboa

O projeto "O Apocalipse sobre Fernando Pessoa e Ofélia Queirós", nasce especificamente a pensar na Cidade de Lisboa e em Fernando Pessoa, a cidade como laboratório e acolhimento da matriz do pensamento universal dirigido a Todos.

Este espetáculo reúne várias artes – literatura, teatro, música, canto, dança – em torno da ideia do reencontro de Fernando Pessoa e Ofélia Queirós no Cais das Colunas, num plano intemporal e visionário muito ligado ao imaginário de Lisboa, do Tejo e do Atlântico. Num modelo inspirado no Apocalipse segundo São João, Ofélia revela a Pessoa a verdade fundamental sobre o sentido do seu encontro e do amor e obtém o reconhecimento do Pessoa ortónimo e dos seus vários heterónimos. A obra dá voz a passagens e momentos capitais da vida e obra de Pessoa e recria o episódio da Ilha dos Amores de Luís de Camões, em torno de Pessoa e Ofélia. A obra recria ainda aspetos fundamentais da mitologia cultural portuguesa, centrais em Fernando Pessoa, como a vocação universalista da mesma cultura para unir Oriente e Ocidente e contribuir para uma metamorfose da consciência e uma nova civilização mais fraterna em relação aos seres vivos e à Terra.

O projeto "O Apocalipse segundo Fernando Pessoa e Ofélia Queirós", de autoria de Paulo Borges, é um Espetáculo Interdisciplinar. Desafiado por Miguel Babo (produtor e ator) e escrito por Paulo Borges, professor do Departamento de Filosofia da Universidade de Lisboa e autor de vários livros sobre Fernando Pessoa, estende o convite a uma equipa de artistas multidisciplinares, contando com trabalho de imagem e multimédia de Luís Fernandes, com a direção musical e composição original de Rui Filipe Reis e com a Amálgama Companhia de Dança | Sandra Battaglia na Coreografia e direção de Movimento.

"Vinde a nós
ó vós todos
que é a Hora"
Paulo Borges
in O Apocalipse segundo Fernando Pessoa e Ofélia Queirós

Ficha técnica:

Autor e Dramaturgia: Paulo Borges
Direção Artística: Miguel Babo, Sandra Battaglia, Paulo Borges, Rui Reis – 4 elementos
Música - autoria e direção musical: Rui Filipe Reis
Coreogra?a: Sandra Battaglia
Encenação: Miguel Babo
Vídeo: Luís Fernandes
Elenco Dança: Amalgama Companhia de Dança – Sara Coelho, Sandra Battaglia, Pedro Bettencourt, Rui Alexandre , Rui Peixoto.
Elenco Texto / Teatro: Talentilicious – Sonia Balacó , Álvaro Faria, Paulo Borges, João Damasceno, Miguel Babo.
Elenco Música: trio Caixa de Pandora e quarteto Vocalónimus - Rui Filipe Reis, Cindy Gonçalves, Sandra Martins | Carlos Ançã, Raquel Oliveira, Isabel Ançã, Miguel Carvalho.
Produção Executiva: Maria Esteves e Isa Paz

BILHETES 
12€ - normal // 7,50€  jovens // 5€ cartão do Teatro do Bairro

Bilhetes à venda na Ticketline

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Antestreia do filme A PARTIR DE UMA HISTÓRIA VERDADEIRA

Baseado no romance de Delphine de Vigan este filme foi a aposta do Festival de Cannes para ser o filme de encerramento da seleção oficial, extracompetição. Em parceria com a PRIS Audiovisuais, oferecemos convites para a antestreia em Gaia e Lisboa, dia 20 de dezembro. Habilite-se a ser um dos felizes contemplados!

Passatempo

Ganhe convites para o musical POCAHONTAS

Em parceria com a Yellow Star Company, oferecemos convites duplos para esta peça de teatro musical que está em cena até 30 de dezembro, nos cinemas UCI do El Corte Inglés, em Lisboa. Participe e... boa sorte!  

Visitas
32,422,604