"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Festivais, Festas e Feiras

Orelhas no ar, vem aí o 16º Festival "O Gesto Orelhudo"!

Com o humor e a música cada vez mais unidos, as grandes noites orelhudas vão apresentar onze espetáculos com companhias e artistas de Portugal, Bélgica, Reino Unido, França, Espanha e Brasil.

4 Out a7 Out

Espaço d’Orfeu e Centro de Artes de Águeda
Águeda
Portugal


Na 16ª edição do Festival “O Gesto Orelhudo” tudo vai cheirar a novo. A história de múltiplas edições na mítica tenda do Espaço d’Orfeu, com uma ou outra incursão por diferentes locais, vive agora um marco importante na afirmação de um festival conhecido por deixar toda a gente de orelhas no ar. Este ano, as grandes noites orelhudas vão acontecer no Centro de Artes de Águeda (CAA), o novo equipamento cultural da cidade. Mas também o Espaço d'Orfeu, com a nova Latada preparada para renovadas dinâmicas, vai receber um bloco importante da programação do festival.

Esta edição promete começar pelos cotovelos, numa conversa animada sobre a ideia de fundir humor e música, que irá reunir à mesa alguns convidados do universo de humoristas portugueses, com Carlos Vidal e Herman José já confirmados. Será também o “tio” Herman a fechar a noite de abertura do Festival, com “One (Her)man Show”. Antes, no mesmo palco, o espetáculo “Tia Graça – Toda a gente devia ter uma”, a nova criação da d’Orfeu AC, irá abrir a noite inaugural.

Nos dias seguintes, o programa começa sempre pelas 18h30, na renovada Latada do Espaço d’Orfeu. Por lá, diferentes estéticas musicais vão povoar o palco, com os concertos do duo Lavoisier, do coletivo alentejano Há Lobos Sem Ser na Serra e do violetista José Valente. Os fins-de-tarde, no intimismo daquela fachada interior, prometem belos momentos orelhudos com espetáculos transdisciplinares de grande sensibilidade.

Para o horário nobre, já no CAA, o festival trará grandes surpresas ao público: do Reino Unido, a irresistível The Ukulele Orchestra of Great Britain; da Bélgica, Bernard Massuir com o seu novo espetáculo “Salto Vocale”; os franco-catalães Los Excéntricos trazem-nos “The Melting Pot Pourri”; o “Desconcerto” acontece com os Clarinetes Ad Libitum; o Centro Dramático de Évora apresenta os míticos “Bonecos de Santo Aleixo”; e, do Brasil, chega “A Sbornia Kontratacka” com o extravagante Hique Gomez.

O Passe Orelhudo, válido para todo o festival, e os bilhetes diários estarão antecipadamente à venda no Centro de Artes de Águeda, no Espaço d’Orfeu e através da bilheteira online. Está já a decorrer uma Campanha especial Amigos d’Orfeu com vantagens para o público do festival. Toda a informação e programa completo estão disponíveis no site oficial.

Numa coprodução com o Município de Águeda / Centro de Artes de Águeda, a d’Orfeu AC apresenta um programa recheado de bons motivos para que o festival se sinta na cidade e para que o público se sinta cada vez mais orelhudo. Vamos viver o 16º e deixar Águeda com as orelhas a arder.

Agenda
Colóquios, Conferências e Debates

À Conversa com…

Museu de Cerâmica de Sacavém 23 Set   |  15h00

Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para "A Última Noite do Capitão"

Em parceria com a Yellow Star Company, oferecemos convites duplos para assistir a esta Tragicommedia dell'arte, no próximo dia 24 de setembro (domingo), às 21h00, no Teatro Armando Cortez, Lisboa. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos vencedores!

Visitas
31,849,794