"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Música

Zeca Afonso – Coro da Primavera

O Teatro da Trindade INATEL numa parceria com a SPA, evoca no dia da Poesia a personalidade ímpar de José Afonso. 

21 Mar   |  21h00

Teatro da Trindade
Largo da Trindade, 7-A, 1200-466 Lisboa

No Dia da Poesia e no dealbar de uma época tão simbólica, como é a da Primavera, faz todo o sentido evocar um cantor, músico, compositor, poeta cujos temas e palavras ajudaram a abrir e a rasgar novos horizontes e mentalidades.

Este concerto, dirigido por Carlos Alberto Moniz, produzido por Miguel Ferraz e com um dispositivo cenográfico de António Casimiro, conta com um naipe muito diversificado de artistas, desde os seus companheiros de canções das décadas de 60 e 70, até à nova geração que, nos últimos 30 anos, muito tem contribuído para manter viva a mensagem de Zeca.

Com um palco simples, como ele sempre quis, e através das suas composições e da sua poesia cantada e declamada, iremos percorrer uma obra abrangente, multifacetada e genial, que faz parte do nosso imaginário e do nosso mais rico património cultural, realizando uma festa que ao espírito do célebre lema de Zeca Afonso, “o que é preciso é animar a malta!”.

Participam:
«À Capella» – Fado de Coimbra, Francisco Fanhais, Ana Laíns e Paulo Loureiro, Rumos Ensemble, Vitorino, Tuna Académica Feminina do IST, Lúcia Moniz e Diogo Leite,  Silvestre Fonseca, Samuel, Filipa Pais, Carlos Alberto Moniz, Banda Filarmónica, Matos Galamba de Alcácer do Sal

Direção Artística: Carlos Alberto Moniz
Produção Artística: Miguel Ferraz
Conceção Cenográfica: António Casimiro
Equipa Técnica: Teatro da Trindade INATEL
Fotografia: Inácio Ludjero
Parceria SPA / Fundação INATEL
Entidade promotora
Teatro da Trindade +
Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Visitas
32,238,414