"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Ópera

Ópera na Academia e na Cidade" estreia em Miranda do Douro

O projeto “Ópera na Academia e na Cidade” faz a sua estreia, no próximo dia 24 de novembro, na Concatedral de Miranda do Douro, com o ciclo de realizações da Visitação à Ópera Sansão e Dalila de Camille Saint-Säen.

24 Nov   |  21h30

Concatedral de Miranda do Douro
Largo da Sé 0005-210 Miranda do Douro

6 Dez   |  21h30

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Rua Dr. Roberto Frias, s/n, 4200-465 Porto

7 Dez   |  21h30

Instituto Superior Técnico
Av. Rovisco Pais 1, 1049-001 Lisboa
Lisboa
Portugal


A “Ópera na Academia e na Cidade”, projeto pioneiro em Portugal, nasce com o objetivo de fomentar a atividade artística e cultural junto da Academia e da Comunidade. A produção de conteúdos de uma Companhia de Ópera com as competências e flexibilidade necessárias à itinerância é outro dos pressupostos centrais da sua criação. Pretende-se que Universidades, Escolas, Municípios e Instituições da Sociedade Civil se associam para celebrar a arte musical e o seu cruzamento com outros saberes.

A Visitação integra a programação cultural da Associação de Municípios do Douro Superior, a programação do Comissariado Cultural da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e a XI Temporada de Música do Instituto Superior Técnico.

Para além da sessão de estreia em Miranda do Douro, a Visitação à Ópera Sansão e Dalila terá mais duas apresentações: uma no Auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, no próximo dia 6 de dezembro. No dia seguinte será a vez do Salão Nobre do Instituto Superior Técnico.

O espetáculo conta no elenco com Carlos Guilherme no papel de Sansão, Maria Ermolaeva como Dalila e Pedro Telles na pele de Grande Sacerdote de Dagon. A narração estará a cargo de Henrique Silveira. A Orquestra da Ópera na Academia e na Cidade será dirigida pelo Maestro José Ferreira Lobo. Entrada livre.

Para o maestro José Ferreira Lobo, um dos principais impulsionadores do projeto “Ópera na Academia e na Cidade”, este ciclo “marca a ligação entre a Academia e a Cidade, através de um roteiro, onde se deseja encurtar não só a distância entre o conhecimento e a arte, como a Universidade e Cidadãos”.

Sansão e Dalila é a história bíblica do Livro dos Juízes que relata parte dos conflitos entre Filisteus, que hoje se supõe serem gregos, e os Hebreus. Toda a ópera está centrada em torno do dueto de amor entre os dois personagens centrais.

A Ópera na Academia e na Cidade é uma Associação Cultural que congrega a Universidade do Porto, que preside, o Instituto Superior Técnico, Instituto Politécnico de Leiria, escolas de referência, Municípios e Instituições da Sociedade Civil.
Entrada livre.

Próximas sessões: 
Auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
6 de Dezembro: 21h30 
Salão Nobre do Instituto Superior Técnico
7 de Dezembro: 21h30

Carlos Guilherme 
Nasceu em Lourenço Marques, Moçambique. Estudou com John Labarge no Conservatório Regional do Algarve e foi cantor residente do Teatro Nacional de S. Carlos de 1980 a 1992. O seu repertório inclui 51 papéis principais em 85 óperas, recitais e concertos por todo o país sendo de realçar a sua colaboração com o Círculo Portuense de Ópera e a Fundação Calouste Gulbenkian. Gravou em CD “A Canção Portuguesa”, com Armando Vidal. Lançou mais recentemente o CD “IN OPERA” com árias de ópera acompanhado pela Orquestra do Norte dirigida pelo maestro José Ferreira Lobo. Actuou em Coimbra com o tenor José Carreras. A 8 de Junho de 2016 ano apresentou-se em Roma em recital integrado numa Mostra de Arte Portuguesa, com um programa inteiramente consagrado a compositores portugueses. Venceu o prémio “Tomas Alcaide”.

Maria Ermolaeva
Nasce em Moscovo, Rússia, em 1984, vivendo presentemente em Itália.
Finaliza o seu curso em 2013, na Russian Music Academy “Gnesin” em Moscovo. Em 2014, após 3 anos de estudo, no Conservatory “G. Verdi “de Milão, forma-se como cantora lírica com Adelina Scarabelli. Recebeu vários prémios em competições internacionais.  No início da sua carreira participou em vários festivais: “ Sicilia Opera Festival”, “International Bellini and Romantic Opera Festival”, e concertos, em Itália e no estrangeiro (Espanha, França, Suíça), quer como solista, quer como intérprete em diferentes produções de ópera.

Pedro Telles
Pedro Telles iniciou os seus estudos vocais e performativos com a Professora Fernanda Correia e concluiu o Mestrado em Ensino da Música no Conservatório Superior de Gaia. Foi protagonista em várias óperas. Interpretou, com a Orquestra do Norte, sob direcção do Maestro Ferreira Lobo, a ópera “O Crepúsculo do Crítico” de Henrique Silveira. Foi também solista em várias oratórias. Pedro Telles apresenta-se frequentemente em Portugal, Espanha, Polónia, Suiça, França, Dubai e Brasil. Desenvolveu, durante vários anos, os seus conhecimentos técnicos e artísticos com a grande Cantora e Professora Hilde Zadek em Viena Áustria. É Professor na Licenciatura em Música na Universidade do Minho em Braga e Maestro do Coro do curso de música da Universidade do Minho e do Coro de São Tarcísio.

Henrique Silveira
Nasceu em Lisboa em 1965. É compositor, encenador, crítico e professor de matemática no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa. Ensina matemática da música, equações diferenciais e sistemas dinâmicos. A sua ópera, “O Crepúsculo do Crítico”, com libreto de Cristina Fernandes, estreou em 2009 em versão de concerto sob a direção de José Ferreira Lobo.  Henrique Silveira encenou esta ópera cómica para orquestra, soprano, barítono e dois actores, pela primeira vez no Coliseu do Porto em 2013. Desde então “O Crepúsculo do Crítico”, foi encenada duas mais vezes, em Viseu e em Lisboa. Henrique Silveira compôs ainda canções, aberturas, música de câmara e pequenas peças para piano. Adaptou para português a ópera Mozart e Salieri de Rimsky-Korsakov.

Orquestra da Ópera na Academia e na Cidade
Criada para a realização de Ópera, a Orquestra da Ópera na Academia e na Cidade é dirigida a partir de uma experiência artística feita no contexto nacional e internacional, através de múltiplas participações em produções standard e de novos compositores. Este background, qualifica-a para a abordagem de toda a música sinfónica, do barroco à atualidade, nomeadamente o acompanhamento de concertos solísticos. Colaborou nas produções de: Barbeiro de Sevilha, Carmen, Visitação à Ópera de Mozart e no plano pedagógico em O Crepúsculo do Crítico de Henrique Silveira. Da sua programação prevista para 2018/2019, destaca-se a realização de Concertos e Ópera com a colaboração de prestigiados solistas e maestros internacionais, integrando as produções de: Ópera no Património, Concertos de Verão, Ópera na Academia e na Cidade e a realização de Concertos Didático-Pedagógicos.

José Ferreira Lobo 
Inicia atividade profissional em 1979 como Maestro Diretor da Camerata do Porto, orquestra de câmara que funda com Madalena Sá e Costa. Com a colaboração de solistas prestigiados, apresenta-se em inúmeros concertos no país e no estrangeiro. Em 1992, funda a Associação Norte Cultural, projeto vencedor do 1º concurso para criação de Orquestras Regionais, instituído pelo Estado português. Neste contexto, cria a Orquestra do Norte, de que é Maestro Titular e Diretor Artístico. Da sua carreira destaca-se a direção de ópera e concertos na África do Sul, Brasil, Alemanha, Austria, China, Coreia do Sul, Chipre, Espanha, EUA, Egipto, França, Holanda, Inglaterra, Grécia, República Checa, Eslováquia, Lituânia, Itália, Letónia, México, Polónia, Roménia, Rússia, Kazaquistão, Suíça, Turquia, Colômbia, Venezuela, Argentina, Uruguay, entre outras.  Apresentou-se em algumas das mais importantes salas de espetáculo do mundo, sendo convidado a integrar júris de prestigiados Concursos Internacionais. Dirigiu estreias mundiais de compositores franceses, portugueses, suíços e turcos. Possui um amplo reportório que abrange o clássico e o romântico, passando por trabalhos contemporâneos e trinta títulos de ópera.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
35,885,433