"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

O livro que faltava na mesa da consoada

A teimosia do calor durante o dia, um friozinho que puxa pelas malhas durante a noite. Independentemente das ordens de S. Pedro, faltam exactamente dois meses para o Natal. A pensar nisso, a Guerra e Paz, Editores lançou um Almanaque de Natal que o irá apoiar nos preparativos para esta quadra tão especial.


A festa da família está de volta e traz um espírito de comunhão como poucas. Só faltam dois meses para enfeitar a casa e reunir pais, filhos, netos, tios, primos, amigos e quem mais caiba na mesa.

O elenco da grande festa está fechado desde há muito. Mas e se em 2018 mudarmos o protagonista da festa? E que tal se for um livro?

É essa a proposta da Guerra e Paz, Editores: deixar brilhar o livro como o centro das atenções da noite da consoada. Para tal, criou o Almanaque de Natal, um compêndio que reúne tudo o que precisa de saber sobre a quadra inverniça.

Descubra a história do Natal, embarque numa volta ao Natal no mundo, aprenda lendas, jogos, tradições e canções natalícias. Tudo cabe nesta obra que o vai ajudar a tornar-se um chef natalício com as 12 receitas que selecionámos para si.

Este é também um livro para quem não gosta do Natal. Se é um autêntico Scrooge português vai identificar-se com o capítulo «Eu Odeio o Natal!».

Mas cuidado, o ódio pelo Natal pode atrair as malévolas criaturas natalícias. Conheça o «homem do saco» austríaco, Krampus, e o misterioso Gato Yule, que vem da Islândia para matar todos aqueles que não se vestirem bem na noite de Natal. Por via das dúvidas, não reclame muito e vista o seu melhor fato.

As curiosidades e a língua portuguesa não podiam faltar numa edição da Guerra e Paz, Editores. Sabia que se come bacalhau no Natal por um preceito católico que proibia o consumo de carne? Sabia que é correto dizer-se filhoses, quando nos remetemos ao plural de filhós? Até Fernando Pessoa cabe neste almanaque, com o poema «Chove. É dia de Natal».

Uma obra para toda a família, disponível nas livrarias e no site oficial da editora a partir do próximo dia 30 de outubro.

Não falte a esta festa!

Sinopse 
Eis o livro que faltava: um Almanaque de Natal. Uma compilação de factos, curiosidades, tradições, decorações, canções e muito mais, onde o humor é garantido… OH! OH! OH! Este volume, profundamente ilustrado, pretende celebrar o espírito de Natal, que deve ser vivido todos os dias do ano e ser uma constante na nossa vida. Não faltam curiosidades, ideias, jogos, música e entretenimento. Deixe-se encantar e levar por este almanaque. Conheça as historietas e anedotas que reservamos para si, permita que os cheiros da cozinha invadam o seu lar, decore e dê mais cor à sua vida, abrace a família e os amigos e diga-lhes que os ama, brinque e jogue com eles. Recolha-se, faça uns minutos de silêncio e divirta-se com este livro. Sinta o perfume do amor, da harmonia, da alegria, do que é nacional e deve ser preservado, e acredite que todos os dias podem ser dias de Natal. Acredite numa maior justiça, até porque a maior injustiça do Natal, afinal… sabe qual é? O peru é que morre e a missa é do galo! Um excelente presente para si e para os seus, num único volume.

Almanaque de Natal
Não Ficção / Lazer e Vida Prática
144 páginas · 15x23 · 14,40 €
Guerra e Paz Editores

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
35,885,302