"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Publicações

"Para onde vão os gatos quando morrem?"

Uma viagem ao país do Sol Nascente.

 

No dia 23 de março é publicado o mais recente romance de Luís Cardoso, a grande voz da literatura timorense contemporânea. Para onde vão os gatos quando morrem? acompanha o trajeto de formação de uma criança até à idade adulta, num percurso que é também o do seu país, Timor.
Este livro conta com prefácio de Frei Bento Domingues e posfácio de Carlos Reis.
Os romances de Luís Cardoso estão traduzidos para diversas línguas nomeadamente inglês, francês, italiano, holandês, alemão e sueco.

O LIVRO
«Acabo de chegar à ilha onde vivi durante a minha infância, à procura de uma pessoa.»
O regresso a Ataúro, terra da infância, «terra do nunca», é o início desta nova viagem ao revés, de Luís Cardoso, um romance veloz, poético e emotivo, que percorre a infância e a idade de formação do narrador, a diáspora, as lutas, as desilusões, as traições, as perdas, o regresso, cruzando-o com uma plêiade de personagens extraordinárias. Uma viagem que, naturalmente, corre ao lado da história de Timor Leste, com a fantasia e a ironia que marcam desde sempre a voz do autor e nos fazem suspirar por essas terras misteriosas e de aterradora beleza.

Prefácio de Frei Bento Domingues
Disponível aqui.

O AUTOR


Luís Cardoso nasceu em Kailako, uma vila no interior de Timor que aparece por diversas vezes referenciada nos seus romances. É filho de um enfermeiro que prestou serviço em várias localidades de Timor, razão pela qual conhece e fala diversos idiomas timorenses. Estudou nos colégios missionários de Soibada e de Fuiloro e, posteriormente, no seminário dos jesuítas em Dare e no Liceu Dr. Francisco Machado em Díli. Licenciou-se em Silvicultura no Instituto Superior de Agronomia de Lisboa. Desempenhou as funções de Representante do Conselho Nacional da Resistência Maubere em Portugal. É autor dos romances Crónica de Uma Travessia (1997), Olhos de Coruja Olhos de Gato Bravo (2002), A Última Morte do Coronel Santiago (2003), Requiem para o Navegador Solitário (2007) e O ano em que Pigafetta completou a circum-navegação (2013).

Sobre o livro:
Nesta viagem, Luís Cardoso construiu, em português, uma nova literatura de vários mundos e de várias religiões, sabendo que «Deus é muito melhor do que tudo aquilo que os homens leram a Seu respeito, de olhos abertos lokematan ou de olhos fechados takamatan».
Frei Bento Domingues, O.P.

Quando se cala a palavra da mãe, não volta a do narrador e a história encerra-se. Começa, então, o tempo do leitor e o desafio para que ele busque, no relato que leu, as suas próprias respostas, para este e para outros enigmas. É também para isso que existe a literatura.
Carlos Reis

Título: Para onde vão os gatos quando morrem?
Autor: Luís Cardoso
Págs.: 272
PVP: € 16,60

Agenda
Ver mais eventos

Passatempos

Passatempo

Ganhe convites para o concerto de Jozef Van Wissem

Em parceria com Auditório de Espinho, temos convites duplos para assistir ao concerto de Jozef Van Wissem, no próximo sábado (27 de maio) às 21h30. Findo o passatempo, anunciamos aqui os nomes dos felizes contemplados.

Passatempo

Ganhe 1 bilhete duplo para o concerto do Momo!

Momo anuncia dois concertos de lançamento de “Voá” em Lisboa e Porto, dias 27 de maio no Maus Hábitos, no Porto, e dia 2 de junho na Casa Independente em Lisboa.Em parceria com a Universal Music, temos convites duplos para oferecer! Passatempo encerrado. Anunciamos aqui os nomes dos vencedores.

Visitas
31,082,633