"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"

Roteiros

À descoberta de Castanheira de Pera

Roteiro onde se conciliam, de modo particular, o património histórico, erudito, vernáculo e tradicional com o património natural e ambiental.

Podem ser admiradas vetustas aldeias em xisto, algumas, infelizmente, praticamente abandonadas e em escombros; o idílico vale da Ribeira de Pera, linha de água límpida, pontilhada por azenhas, açudes, quedas de água e piscinas naturais, bem como as belas panorâmicas sobre a Serra da Lousã e formações circundantes. Outro motivo de destaque, para os amantes da Natureza, é a possibilidade de se observarem, em diversos pontos do itinerário, aves de rapina que se encontram protegidas por lei.

Início em Castanheira de Pera onde são dignos de referência o jardim, a igreja matriz setecentista dedicada a S. Domingos e as belas casas solarengas.

De seguida, toma-se o trajeto ao longo do vale da Ribeira de Pera, pela E.N. 236 e, chegando perto do lugar de Sapateira, entra-se na E.M. 510 até se alcançar a povoação de Bolo.

Aqui seguimos a E.M. 1150 em direção às características aldeias de Pisões e Sarnadas. Chegando ao entroncamento com a E.M. 508, vira-se à esquerda a fim de se alcançar a aldeia de Coentral Grande.

Após este lugar deve visitar-se os poços do séc. XVII (conjunto de três poços do antigo Real Neveiro, de onde saía o gelo para a Corte em Lisboa) e a ermida de Santo António da Neve.


Antigo poço de neve. Serra da Lousã. Coentral

Este lugar constitui um belo miradouro natural. Outro ponto com uma magnífica panorâmica é o Alto do Trevim a 1204 metros de altitude.

Regresso a Castanheira de Pera pela E.N. 236.

Agenda
Ver mais eventos
Visitas
30,904,812